Todos os Direitos Resevados à Lu Cavichioli

Creative Commons License Todos os trabalhos aqui expostos são de autoria única e exclusiva de Lu Cavichioli e estão licenciadas por Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License. Não comercialize os trabalhos e nem modifique os conteúdos Se quiser reproduzir coloque os devidos créditos

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Forever Young





Sabe-se que desde a antiguidade há uma busca incessante pela fonte da juventude. Que seja mito ou verdade, muitos tachos caíram na fogueira das vaidades a fim de criar a tal fórmula . Segundo  alguns historiadores  e  a nossa amiga Wikipédia a fonte da juventude existe e fica situada no Ártico, e dizem algumas línguas que se a pessoa tomar banho nua em noite de lua cheia será abençoada com a imortalidade...

BOBAGEM TOTAL, mas vale as pesquisas (pra quem quiser saber mais sobre o assunto). Eu fico com a resposta do espelho e vocês?

Na verdade, o que acontece nos dias de hoje nem seria a eterna busca pela juventude (aquilo lá em cima), foi só uma ilustração pra entrar no assunto. O que eu quero mesmo é falar sobre o culto ao corpo, essa corrida do ouro desenfreada para ter uma plástica perfeita.

Tem vezes que fico a pensar no tempo em que vivi e quando eu tinha 20 anos de idade e o quanto eles bastavam pra gente ser feliz, estudando, lendo, namorando, ouvindo música, passeando com o cachorrinho nas tardes de verão, se lambuzando de sorvetes, chocolates, rindo com a amigas sem saber porque, flertar, comer batata fritas e andar de bicicleta.

Sinceramente? Eu tenho pena dessas meninas que nascem e crescem em meio a esta ditadura do corpo. Tenho exemplo em casa... Minha filha tem 27 anos e é magra, mas ela quer ficar MAIS magra. É possível isso? Sabe, eu não sei conviver muito bem com essa loucura, e olhem que trabalho na área de estética e bem que eu poderia ser uma escrava de sua majestade a PLÁSTICA...Nada contra e nem a favor... Eu fico com o que me sinto bem, e em primeiro lugar deve-se pensar na saúde. Sou a favor de atividade física para se ter uma velhice digna. Sou a favor de consultar médicos para repor aquilo que falta em cada organismo. Sou a favor de uma alimentação equilibrada, mas sem exageros. Uma pizza no fim de semana é tudo de bom... Ninguém é de ferro e a gente não é manequim de vitrine. Embora haja um inconsciente coletivo que trabalha nas cabecinhas juvenis e que até as balzaquianas entram na dança.

Tenho visto em meu trabalho mulheres querendo reverter o tempo. Brigando com o espelho e a balança, criando monstros internos. Sim, porque essa idéia fixa vai minando e tudo acaba girando em torno disso.

O bom da vida é contemplar gratuitamente -  natureza, corpo e mente, numa conjunção enigmática que acalenta sonhos e faz parir sabedorias.


 
By Lu Cavichioli

8 comentários:

  1. Ola Lu amei seu post e concordo c vc., li o livro do Augusto Cury onde ele fala sobre isso...o titulo nao lembro agora, e hj a midia impoe um padrao de beleza, e nossos filhos sao bombardeados de tdos os lados.

    Ah verdade eh que tbm vivi no tempo que isso n era prioridade, amei o q vc descreveu, como era gostoso tomar sorvete, brincad, ir ao cinema, bailinho, ir a praia p se brozear....acho q a vida era bem mais leve...nem precisavamos de pintura.....

    Um tempo muito bom, e hoje a vaidade excessiva tem tomada conta da vida de tantas mulheres, que acabam se tornando escravas e acima de tdo doentes...psicologicamente.

    Bjinhos rose jp

    ResponderExcluir
  2. Lu, voce tem razão sobre o que critica. O triste é que eu, por exemplo, trabalho e a aparencia diz muito, seja bem vestida, seja um bom corte, uma boa maquiagem, um semblante leve. As pessoas reparam mesmo e isso é um tanto quanto chato.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu não tenho muita paciência com esse papo, não o seu, mas o dos cultuadores dessa busca transloucada. Gosto mesmo é de xingar um bocadinho quando uma amiga vem me reclamar que tá gorda, e tals... Eu digo: tu não tem vergonha de dizer isso justo pra mim não?
    Aí rogro uma praga bem rogada pra ela engordar uma dúzia.
    Rsrs... Brincadeirinha.

    Beijo, Lu!

    ResponderExcluir
  4. Concordo com você Lu. Nos vivemos em época da síndrome "dor do tempo que passa", e com isso as pessoas portadoras desta síndrome deixam passar seus melhores dias. Que pena não é mesmo?
    Adorei a crônica e obrigado pelos comentários no meu blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. A fonte da juventude existe. Ela está sendo engarrafada em perfumes e faz parte da composição de cosméticos e produtos dietéticos. Custa por volta de R$ 1,99 o mililitro.

    Beijos, Lu.

    PS: Papai Noel também existe, e Elvis não morreu.

    ResponderExcluir
  6. Sobre a tal fonte: eu acredito!

    Sobre a corrida desenfreada pelo físico belo (além da conta), indo na contramão da própria natureza e biotipo: não aprecio nem pra mim, nem pra ninguém!!

    Sobre o novo layout: wow!!!!

    Parabéns, miga, pelo post e pela elegância do lay!
    Bacios

    ResponderExcluir
  7. Amigos, ninguém fica pra semente, é sabido isto, portanto vamos vivendo e nos cuidando da melhor forma possível.

    Grata pela opiniões. Gosto imenso do sentir de cada um.

    Ah, Gracinha, o lay ainda está em testes rsrs... mas tá bonito!

    bacios a todos
    meu afeto
    Lu C.:)

    ResponderExcluir
  8. Também fico impressionada com a excessiva preocupação dos jovens. É como se, não correspondendo a certos padrões, não conseguirão ser felizes. E o caminho que muitos procuram é por demais perigoso.
    Uma de minhas sobrinhas está bem acima do peso. Depois que teve os filhos, relaxou. Aí é diferente, porque há a saúde a chamar por providências. Ela não se incomoda, mas nós nos preocupamos. Não basta que se sinta feliz assim. A gordura traz outras consequências.
    A eterna juventude já é uma ilusão.
    Não conseguimos olhar alguém que fez muitas plásticas e considerá-la jovem e bela. Também as cirurgias deixam marcas. E não rejuvenescem o espírito. Grane beijo!

    ResponderExcluir

Bem vindo ao Escritos na Memória

Deixe seu comentário, eu gostaria imensamente saber tua opinião

Obrigada