Todos os Direitos Resevados à Lu Cavichioli

Creative Commons License Todos os trabalhos aqui expostos são de autoria única e exclusiva de Lu Cavichioli e estão licenciadas por Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License. Não comercialize os trabalhos e nem modifique os conteúdos Se quiser reproduzir coloque os devidos créditos

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Algumas Sinfonias Íntimas



Suspiros... Sem creme
Poucos foram os versos que a mim
Fizeram.  Dois... Três... Talvez bem
Mais do que eu merecesse.
Dizem que sou doce, amável
Amiga.
Talvez sincera demais
Um preço a pagar

Cruz

Das estradas - segui

Fui moça e anciã

Peregrinei trilhas amargas

Até sonhos vivi

Da existência - escrevi

Alhures, algures

E aturdida

Morri

Dezembro/2011

By Lu Cavichioli







16 comentários:

  1. Bonito, amiga Lú.
    Um abraço. Tenhas uma linda noite.

    ResponderExcluir
  2. Oi Dilmar, poemas retirados do baú! rsrsr

    Adorei vê-lo aqui!
    Obrigada, pra ti rb uma noite de paz!

    abração :)

    ResponderExcluir
  3. O zói cansado do véio
    Foi te lê, lacrimejô;
    Mai num fique serelepe
    Pruque num foi di amô.

    Pra lê o qui tu iscreve
    Nessas letrica miúda,
    Meu zóclo fundi garrafa
    Percisa de mais ajuda.

    Botei os zum nu limite,
    Mas aceite um parpite
    Si num gostá de conseio

    Faiz com quessa fonte cresça
    I penhorado agardeça
    O zói cansado do véio...


    Comentarei quando conseguir ler. E não se esqueça de manter um bom contraste entre a cor do texto e a do fundo. Parece que também sou meio daltônico...
    Abraços, poetisa das formigas.

    ResponderExcluir
  4. Olá Lu,
    Os melhores versos são aqueles que nos tocam a alma, ainda que não sejam a nós dedicados. Quando leio algo que me toca é porque, é como, se tivesse sido escrito para eu.
    Me tocaram os teus suspiros, com creme!
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkk Coitado do zóio do véio!

    Aumentei um pouco a fonte! Me fala se melhorou.

    bacios RR, caríssimo!

    ResponderExcluir
  6. Tere, amada!

    Surpresa com tua visita, devo confessar. rs

    E teu comentário, mais que pertinente, fechou com chave de ouro.

    Se os versos tocaram a ti, então tu adoçou ainda mais meus suspiros!rs
    :)
    beijos pra ti!
    :)

    ResponderExcluir
  7. Olá, Lu. Passando para marcar presença neste blog espetacular e deixar o meu beijo carinhoso. Me diga: como participar do Projeto Blogueiro Profissional? Fiquei interessada... Boa semana, Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Lu. Lindo poema! Tocam a alma sua sensibilidade e leveza dos versos. Deixo um bjo com carinho e uma boa semana!

    ResponderExcluir
  9. Oi Mila,esse projeto foi uma super idéia do nosso amigo Tattto.

    Ele consiste de um ato voluntário em sua área profissional (seja ela qual for). Se vc aprovar, o Tatto faz o selo pra ti e vc passa a ajudar os blogueiros caso eles precisem de seus préstimos profissionais.

    É bem legal e foi super aceita a idéia, tanto que bombou a postagem sobre o assunto.

    Não sei se vc conhece o xipan, mas passa no blog dele e deixe um recadinho sobre o assunto que ele te dará maiores detalhes.

    Vai ser um prazer tê-la como colega blogueira profissional:)
    acessa lá
    http://xipanzeca.blogspot.com

    beijos minha querida e tenhas uma linda semana.

    Lu C.

    ResponderExcluir
  10. Cidinha que pra mim é Cidoka, rs... Oi linda, como está?

    Esses poemas são só um poquitito que vai dentro de mim.

    Feliz que tenha gostado
    linda semana pra ti, querida.

    super beijões
    da Lu

    ResponderExcluir
  11. Muito lindos e intensos os poemas, beijos

    ResponderExcluir
  12. Falou a alma de quem conhece a vida, seu significado, as alegrias e dores que lhe provocam. Esses seus versos emocionam, pois entramos neles, ainda que não queiramos.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Olá Arnoldo, versos antigos estes, mas postei! rs

    Obrigada pela visita e leitura!

    abraços pra ti!

    ResponderExcluir
  14. Mari, amada, estes versos vieram assim quando estive a pensar na vida mesmo, sabe... Pensar nas coisas que fiz, que não fiz. Nas pessoas que amo e nas que partiram... e acabou dando nisso! rs

    Obrigada querideza, em compatilhar

    bacios
    :)

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu.


    Como havia dito, passei por aqui pra ler seus escritos
    (Se ainda não leu meu comentário na Coluna da Lu, desconsidere)

    Muito linda esta composição. De uma força de espírito notável em cada palavra. Escritos, quando são assim, escritos com a alma, sempre são mais gostosos de se ler!

    Abraços meus!

    ResponderExcluir
  16. OI Canata , já li teu coment no Coluna e considerei kkkk liberei e vc já está lá e aqui no Escritos também! rs

    Obrigada pela leitura e também por compartilhar meus escritos!
    Volte sempre e a gente vai se falando!

    abração
    Lu

    ResponderExcluir

Bem vindo ao Escritos na Memória

Deixe seu comentário, eu gostaria imensamente saber tua opinião

Obrigada